Menu


7 dicas para não perder seu animal de estimação

11 JUL 2017
11 de Julho de 2017

Toda semana o Guia Imirim recebe pedidos de ajuda para encontrar animais de estimação perdidos pelo bairro.

Preocupados com a segurança dos bichinhos e com o bem-estar dos nossos vizinhos, resolvemos compartilhar algumas dicas para evitar que gatos e cachorros se percam de seus donos e fiquem longe de suas casas.

Aqui vão elas!

DICAS PARA NÃO PERDER SEU ANIMAL DE ESTIMAÇÃO:

1)  Identificação do pet: a coleira é um item essencial para identificação do animal, porque quando vemos um bichinho com coleira perambulando pelas ruas, já imaginamos que se trata de um animal que tem dono e pode estar perdido. Coloque uma plaquinha pendurada na coleira do seu cão ou gato com o nome do animal e seus dados para contato. Além da plaquinha, você pode optar por bordar os dados diretamente na coleira ou colar um papel com uma fita transparente.

É a providência mais simples e, talvez, a mais importante de todas!

 

2)  Passeie com o pet pelas redondezas: passear com seu animal de estimação não faz bem somente para a saúde dele. O passeio também é importante para que o bichinho conheça bem a região onde mora, pois, caso ele se perca, haverá mais chances dele reconhecer o caminho e voltar para casa. Um passeio por semana já é suficiente para que seu cão ou gato memorize os pontos de referência, porém isso só será possível se a caminhada ocorrer de forma tranquila, respeitando o ritmo do animal.

Lembre-se: o passeio sempre deve ser feita com guia! Ao sair do seu ambiente, o animal pode ficar desorientado e o controle do dono é fundamental para evitar que o bichinho saia correndo ou se distraia podendo ser atropelado.

 

3)  Manter portões, portas e cercas fechadas e conservadas: Acredite! A maioria dos casos de perda e desaparecimento de animais domésticos ainda é a distração dos donos e moradores da casa com portas e portões abertos ou cercas com buracos. O animal pode se sentir atraído por algo que viu na rua ou, simplesmente, ter a curiosidade de explorar um universo novo. Para evitar a fuga dos bichinhos vale colocar telas nos portões e nas janelas. Também é importante redobrar a atenção quando se tem pedreiro ou outra pessoa contratada executando algum serviço em casa.

4)  Castre o animal: Os animais no cio ficam agitados e esse comportamento pode estimulá-los a fugir em busca de companhia. As fêmeas ficam a procura dos machos, mas eles podem farejá-las a quilômetros de distância e escapar para encontrá-las. A castração não só protege o animal dessas situações de risco como também é benéfica a saúde por evitar doenças como o câncer.

 

5)  Cuidado com os fogos de artifício: O barulho dos fogos de artifício não só assusta como também desorienta os animais. Com medo, o animal pode correr sem destino e fugir de casa. Em ocasiões comemorativas como festas de final de ano, jogos de futebol e outras datas é importante guardar bem o seu pet em lugar seguro e a vista dos donos.

 

Se você é um dono disposto a investir em recursos mais sofisticados e aliados a tecnologia, aqui vão mais duas dicas:

 

6)  Microchipagem: O microchip tem a mesma função da plaquinha e não funciona como GPS. A vantagem do microchip é que as informações do animal e do dono estão protegidas pela tecnologia e não existe o risco de cair ou ser retirada por alguém como pode acontecer com a plaquinha. O microchip é um dispositivo minúsculo – do tamanho de um grão de arroz – que é inserido sob a pele do animal na região da nuca. Não existe intervenção cirúrgica nem anestesia, já que a colocação é feita como se fosse a aplicação de uma vacina. O dispositivo dura até 100 anos e não precisa de bateria, pois só consome energia quando é ativado por leitora.

 

7)  GPS: O GPS, sistema de geo-localização, é colocado na coleira do animal e um monitor de atividades fica conectado a um aplicativo instalado no celular do dono. É possível delimitar uma área para a circulação do animal e toda vez que ele ultrapassar esta área, o dono recebe um alerta através do aplicativo ou por e-mail e SMS. No mercado já existem modelos de coleira com GPS e o uso é muito simples. O aplicativo pode ser baixado nos sistemas IOS e Android e a bateria da coleira dura até 30 dias, quando estiver acabando é só carregar.

Aproveite as nossas dicas e curta bastante o seu animalzinho de estimação!

Receba as nossas novidades no seu WhatsApp. Cadastre-se!

Leia também:

Voltar