Menu


Canteiro central da Avenida Engenheiro virou ponto de descarte de fezes de animais

28 JUL 2017
28 de Julho de 2017

Ter uma avenida como a Engenheiro Caetano Álvares no bairro é um privilégio para nós, moradores do Imirim. A “Engenheiro”, como intimamente chamamos, é uma avenida arborizada com local para caminhada, aparelhos de ginástica, ciclo-faixa e, por isso, muito frequentada por quem quer se exercitar e ótima para passear com seu bicho de estimação.

Preservar esse espaço é obrigação de todos nós, inclusive, por ser um espaço público e de convívio social.

Um de nossos vizinhos, frequentador da “Engenheiro”, nos enviou fotos denunciando o descarte incorreto de fezes dos animais que passeiam por lá levados por seus donos. O Guia Imirim passou pelo local na manhã desta sexta-feira, no trecho da avenida entre o Hospital Mandaqui e a Avenida Imirim e viu que ainda há lixo, inclusive dejetos animais, jogados no canteiro. As imagens abaixo foram registradas na segunda-feira, 8 de agosto.


Além de fezes expostas no gramado, há dezenas de sacolinhas contendo dejetos dos animais espalhadas em diversos pontos da pista de caminhada. Alguns deles, amontoados debaixo das árvores. Não bastasse a sujeira dos animais, observa-se também que o canteiro central da "Engenheiro" está sendo utilizado para descarte de lixos.

Receba as novidades do Guia Imirim no seu WhatsApp
Clique aqui e informe o seu número.

Não recolher as fezes do cachorro e deixá-las pelas vias públicas, além de “não ser legal” é proibido por lei e o dono pode ser multado.

A lei municipal 13.131/2001 diz no artigo 16°: “O condutor de um animal fica obrigado a recolher os dejetos fecais eliminados pelo mesmo em vias e logradouros públicos”.

Além disso, vizinhos, recolher o cocô do seu animal não é apenas uma questão de higiene e limpeza, mas também de saúde. Poucas pessoas sabem, mas as fezes podem transmitir doenças a outros animais e aos humanos.

Veja quais são elas:

·     Adenovírus – Uma doença viral em cães que pode danificar o fígado e os rins. Pode causar convulsões, icterícia, sangramento de orifícios e até mesmo a morte;

·     Parvovírus – Uma doença viral que causa vômitos, diarréia, imunossupressão e em muitos casos pode ser fatal. Esta doença é particularmente perigosa em filhotes;

·     Giárdia – Um parasita que infecta o trato gastrointestinal e provoca diarréia;

·     Coccida – Um parasita que causa diarréia;

·    Tênia – Vermes que vivem fora do trato intestinal causando doenças como vômitos diarréia e anemia;

·     Toxocaríase – Pode causar cegueira, particularmente em crianças que entram em contato (por via oral e pelas mucosas) com fezes infectadas;

·     E-coli – Podem causar infecções do trato urinário em humanos, meningite, peritonite, mastites, septicemia, pneumonia, vômitos severos e diarréia e, em alguns casos, até mesmo morte.

A Prefeitura de São Paulo disponibiliza um material muito bacana sobre “Posse responsável de animais de estimação”, onde esse e outros assuntos são abordados. O manual pode ser acessado aqui. 

Agora que você já sabe que o assunto é sério, faça sua parte: recolhendo e fiscalizando!

Leia também:

Voltar