Menu


Dossiê da criminalidade no Imirim é entregue para autoridades públicas

01 AGO 2017
01 de Agosto de 2017

Na noite dessa segunda-feira, dia 31 de julho, o Guia Imirim participou da reunião do Conseg Vila Amália para entregar às autoridades regionais, o "Dossiê da Criminalidade no Imirim" que produzimos com a colaboração essencial dos nossos vizinhos e vizinhas.

 

O Conseg é o Conselho Comunitário de Segurança que tem por objetivo discutir, analisar e buscar uma solução para os problemas da comunidade local. Tudo feito em parceria entre os cidadãos e as autoridades.

 

Participaram da reunião, as seguintes autoridades: 

 

Presidente do Conseg Vila Amália: Sra. Lourdes Pedroso de Freitas;

Polícia Civil: Delegado do 38º DP - Dr. Evandro;

Polícia Militar: Tenente Alcântara do 47º BPM;

GCM (Guarda Civil Metropolitana): Inspetor Silvério (GCM Casa Verde) e Inspetor Queiroz (GCM Santana/Tucuruvi);

Prefeitura Regional da Casa Verde/Cachoeirinha: Sub-prefeito Paulo Caim;

Prefeitura Regional Santana/Tucuruvi: Sra. Yara (supervisora de habitação) representando a Dra. Rose;

CET (Companhia de Engenharia de Tráfego): Sr. Almir;

Sabesp: Sr. Reginaldo (oficial de serviço comunitário).

 

O tenente Alcântara, além das demais autoridades, recebeu uma cópia do dossiê e se comprometeu a conhecer e analisar cada um dos casos relatados. Segundo ele, é com base nos relatos das vítimas que a polícia conhece o "modus operandi" dos criminosos, ou seja, a forma como os bandidos agem, abordam suas vítimas. Com essas informações, a polícia traça o perfil dos suspeitos e desenvolve as estratégias para combater a criminalidade.


Receba as novidades do Guia Imirim no WhatsApp.

Uma boa notícia obtida na reunião é que nossa região recebeu, recentemente, cerca de 10 novas viaturas do Governo do Estado. Uma quantidade muito significativa em relação ao investimento em todo o estado de São Paulo, que foi de 72 novas viaturas. Dessa forma, a polícia acredita que poderá oferecer maior agilidade e efetividade no atendimento a população.

 

Tanto a Polícia Militar quanto a Polícia Civil nos orientaram quanto a necessidade de registro do BOLETIM DE OCORRÊNCIA, pois é através dessa estatística que as polícias destinam seus contingentes e reforçam o policiamento em determinados locais, bairros e ruas. 

 

Dos casos que foram apresentados pelo Guia Imirim em nosso dossiê, 62% das pessoas não registraram Boletim de Ocorrência.

 

As polícias reforçam a facilidade da Delegacia Eletrônica, disponível pela internet, e a Guarda Civil Metropolitana informou que nas bases da GCM também é possível registrar boletim de ocorrência, o que facilita e muito a vida dos cidadãos e a atuação da polícia.

 

No final de agosto, acontecerá a próxima reunião do Conseg e o Guia Imirim estará presente novamente para receber um feedback das autoridades sobre o material entregue.


Voltar