Menu


Justiça decretou prisão do estuprador do 1745

28 SET 2017
28 de Setembro de 2017
O vigilante Rafael Anselmo Alves Lopes de 31 anos, foi julgado na tarde desta quinta-feira (31) no Fórum da Barra Funda, após ser preso em flagrante por assédio sexual dento de ônibus da linha 1745 - Vila Nova Cachoeirinha / Center Norte. O crime ocorreu na manhã da última quarta-feira e ganhou repercussão nacional.

De acordo com o portal G1, a Justiça decretou prisão preventiva de Rafael Anselmo. O crime foi configurado como estupro pela juíza Renata Carolina Cazimiro Braga que julgou o caso.

Sobre o crime:

Por volta das 7h da manhã da quarta-feira (27), o vigia Rafael Anselmo que estava em um ônibus da linha 1745 - Vila Nova Cachoeirinha / Center Norte, esfregou seu órgão genital em uma passageira que também estava em pé no ônibus. Segundo a vítima, o criminoso também segurou sua cintura, e mesmo tentando se desvencilhar, o homem não a soltava.

Passageiros ao perceberem o ato, pediram ao motorista que parasse o ônibus e acionaram a polícia. O criminoso foi detido em frente a escola Leme do Prado na Avenida Imirim e foi levado a 38a Delegacia de Polícia. 

O homem quis se justificar dizendo que estava com problemas em seu relacionamento e que viu no ato, uma válvula de escape.

Rafael Anselmo já tinha cometido um crime semelhante em um vagão de metrô em 2015.

Números preocupantes

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), de janeiro a setembro deste ano, ocorreram 391 casos de abuso sexual em transportes públicos na região metropolitana de São Paulo.

Receba as novidades do Guia Imirim no WhatsApp
Clique aqui e informe o seu número

Leia também:

Voltar