Menu


Rua Neco Nunes

09 JAN 2017
09 de Janeiro de 2017

Manuel Nunes, mais conhecido como Neco atuou como ponta-esquerda, centroavante e meio-campo do Corinthians. É considerado o primeiro grande ídolo corintiano.

 

Neco nasceu no bairro do Bom Retiro e cursou o Liceu Coração de Jesus onde deu seus primeiros passos no futebol, no ano de 1906. Antes da carreira como futebolista, trabalhou no comércio, além de atuar como pintor e marceneiro.

Ingressou no Corinthians em 1911. Foi campeão paulista pela primeira vez em 1914, sendo artilheiro com 12 gols, feito que repetiria em 1920 com 24 gols. Em 1915, o Corinthians não disputou torneios oficiais e quase fechou as portas, ameaçado a ter a sede tomada e todos os seus móveis penhorados. Neco esteve emprestado ao Mackenzie, mas não esqueceu o seu time do coração.

Em 1916, o Corinthians volta à Liga de Futebol Paulista. E lá está Neco sendo outra vez campeão paulista. O fato se repetiria em 1922, 1923, 1924, 1928 e 1930. Neco foi também o primeiro corintiano convocado para a Seleção Brasileira, ao lado de Amílcar Barbuy.

 

Era um craque-polêmico, por vezes indisciplinado, mas isso não o impediu de ter sido o primeiro jogador do Corinthians a ser homengeado com um busto no Parque São Jorge. Neco ficou por durante 17 anos defendendo o alvinegro paulista.

 

O craque disputou 296 jogos (215 vitórias, 35 empates e 46 derrotas), marcou 235 gols e venceu os Campeonatos Paulistas de 1914, 1916, 1922, 1923, 1924, 1928 e 1930 pelo Corinthians.

 

Neco foi quem ajudou a levar o nome do Corinthians para o interior do estado de São Paulo a partir de 1915, pois foi o primeiro grande ídolo do futebol a desfilar seu estilo e marcar gols por várias cidades do interior paulista como: Campinas, São Carlos, Caçapava, Jundiaí, Amparo, e outras.


A vida de Neco Nunes foi retratada por Antonio Roque Citadini no livro "Neco – o primeiro ídolo" da editora Geração Editorial lançado em 2001.

Descubra o nome de outras ruas

Voltar