Menu


O seu "crush" pode estar mais perto do que você imagina

12 JAN 2017
12 de Janeiro de 2017
Se você tem mais de 30 anos, é bem provável que seus pais se conheceram na na escola onde estudavam ou na empresa onde trabalhavam, na igreja que frequentavam, por influência de amigos em comum ou mesmo por serem vizinhos.

Nos últimos anos, com o desenvolvimento da tecnologia, boa parte das relações humanas passaram de "físicas" para "virtuais". As pessoas estão conectadas em redes sociais e aplicativos. Muitos acabam conhecendo e se relacionando com pessoas que estão a quilômetros de distância (sem nunca tê-las visto) do que com o próprio vizinho.

Há quem condene as relações virtuais, no entanto, desde que não cause dependência e distorção da realidade, os dispositivos digitais podem colaborar para aproximar pessoas, seja para amizades, contatos profissionais e até um romance.

Bem, mas vamos direto ao assunto do nosso post. Quem está em busca de encontrar o amor da sua vida, ou mesmo a sua alma gêmea, saiba que ela pode estar mais perto do que você imagina. 

Mônica Buonfiglio, escritora conhecida por seus livros sobre anjos e numerologia, diz que a nossa alma gêmea, ou seja, a pessoa com a qual temos afinidade afetiva e sexual (portanto, amigos e filhos não são considerados almas gêmeas e sim almas companheiras), normalmente é alguém que está muito próximo de nós. Pode ser um colega de faculdade ou de trabalho, uma pessoa que mora no mesmo bairro ou que frequente os mesmos ambientes, como clubes, igrejas entre outros. 

Então, se você está em busca da sua alma gêmea, é bom começar a prestar mais atenção nos ambientes que você frequenta, sua roda de amigos e, por quê não, o ônibus que você pega ou mesmo a "fila do pão". 

Se os locais mais convencionais não funcionam, vamos ajudá-lo(a). O Guia Imirim ataca de cupido e dá dicas para você encontrar um "crush para chamar de seu" pelos meios "tradicionais" e também com a ajuda da tecnologia.

North Beach – Av. Engenheiro Caetano Álvares, 3999
Apesar da diminuição do número de lojas, o conhecido "shopping da engenheiro" tem um clima mais light que remete a praia com opções de sorveteria e lanchonetes. As mesinhas dispostas na varanda do shopping dão vista para a Engenheiro e atraem muitos grupos de amigos. Quem sabe lá você encontra alguém para dividir uma barca de açaí?

Caetanos Bar – Av. Engenheiro Caetano Álvares, 5496
Este é um dos bares mais frequentados por solteiros na região. É muito comum ver mesas tomadas por grupo de amigos ou pessoas em pé na calçada observando o movimento.

Se precisar de uma ajudinha para se aproximar do(a) pretendente, o velho truque do guardanapo ainda está em alta. É só anotar seu whatsapp no papel e pedir para o garçom entregar.


Estação Mandaqui – Av. Engenheiro Caetano Álvares, 5544
Se você gosta de samba ou sertanejo, este é um bom local para curtir música, dançar e conhecer pessoas. 

Agora se a sua praia é a tecnologia, ou se sente tímido para "chegar chegando", saiba que existem aplicativos que ajudam a encontrar pessoas próximas de onde você mora. Confira:

Tinder
Tinder é um dos aplicativos de paquera mais conhecidos e usados na atualidade. É gratuito, podendo habilitar mais funcionalidades na versão paga.
O aplicativo permite que você monte o seu perfil com fotos e sua descrição. Nas configurações você pode escolher a faixa etária da pessoa que pretende conhecer e o raio da distância. 
Você só poderá entrar em contato com a pessoa de seu interesse, se ela também se interessar por você. Isso ocorre se ambos clicarem no símbolo do coração, que significa interesse em conversar com a pessoa.
O Tinder não segue com exatidão a distância em quilometragem, por isso, se você quer encontrar pessoas do bairro ou muito próximas, é recomendável não passar dos 3km. 

Happn
O Happn não é tão popular quanto o Tinder, mas possui uma tecnologia bastante interessante. Ele mostra pessoas que passaram perto do seu caminho. Ou seja, se você foi ao shopping e alguém que usa o aplicativo também estava lá, o perfil de ambos será mostrado um para o outro. 
Para que ambos conversem, também precisa haver interesse mútuo, ou seja, os dois precisam clicar no símbolo do coração para iniciar uma conversa.

Apesar das críticas, o uso da tecnologia para conhecer pessoas não deve ser ignorado, pois faz parte de nossa realidade. O importante é ter precaução e procurar obter o maior número de informações sobre a pessoa com a qual você está conversando pela primeira vez para evitar cair em golpes ou frias. Fora isso, boa sorte e sucesso na busca de um novo amor! 

Ahhhh! Se você tiver dicas legais de lugares da região para conhecer pessoas, escreve nos comentários. 

Por equipe Guia Imirim

Leia mais

Voltar