Menu


10 coisas que deixaram saudades no Imirim

30 JAN 2017
30 de Janeiro de 2017

O dia 30 de janeiro é considerado o Dia da Saudade. Para marcar essa data, listamos itens que deixaram saudades no Imirim:

 

1. Mercado Tulha

Foi um dos mercados mais populares do bairro entre os anos 1980 e 1990. Era localizado na altura do 2400 da Avenida Imirim.

O Tulha investia muito em promoções, chegando a trazer personalidades da época, como radialistas e cantores que faziam shows com sorteios de prêmios no estacionamento do mercado.

 

2. Desfile de Fanfarras

O Colégio Consolata organizava anualmente, desfile de bandas e fanfarras, reunindo centenas de pessoas na Avenida Imirim.

Participavam fanfarras de escolas da região e também de outras localidades, inclusive de outros municípios.


3. Quermesses

Grandes quermesses lotavam a frente da Igreja Nossa Senhora de Fátima do Imirim desde os anos 1950. O ponto alto da festa eram as barracas com comidas típicas de diversos países e as apresentações artísticas de danças portuguesas, japonesas entre outras.


 

4. Padre Costanzo Dalbésio

Este nome deixou saudades no Imirim, tanto que há uma praça com seu nome: Padre Costanzo Dalbésio. Italiano de origem, adotou o Imirim como sua casa. Foi pároco da Igreja Nossa Senhora de Fátima do Imirim, mas não reduziu sua atuação apenas dentro do âmbito religioso.

Junto a Comunidade, padre Costanzo lutou por melhorias no bairro, como a construção do Hospital São José e um centro educacional e esportivo, o qual atendia principalmente os mais necessitados do bairro. Faleceu em 1991.


5. Lanchonete Irmãos Coragem

Foi um dos points mais badalados do Imirim. Inaugurada em 1975, ficava localizada na Avenida Imirim. 

A lanchonete funcionou algum tempo por 24 horas porque os donos não tinham dinheiro para investir em portas.

Os Irmãos Coragem, apelido dos sócios, faziam sucos com combinações de frutas que levavam nomes curiosos, como: abacarango (abacaxi com morango), moranssego (morango com pêssego), entre outros.

 

6. Tio Sam Club

Uma das primeiras danceterias da zona norte, localizada na Rua Engenheiro Mariano Jatahy Ferraz. Revelou grandes nomes do universo dos DJs.


7. Linhas 106-A e 178A

Muita gente sente falta destas linhas que faziam grandes trajetos até os bairros do Itaim e da Lapa.

Em meados dos anos 2000 as linhas foram desmembradas, fazendo com que muitos usuários utilizassem mais de uma condução para chegarem aos seus destinos.


8. Cine Continental

Os mais novos nem acreditariam, mas o Imirim já teve um cinema. Foi fundando em 1948, comportava até 1300 espectadores. Ficava localizado na altura do número 1200 da Avenida Imirim.

 

9. Grupo Cênico

Assim como o cinema, o bairro também tinha teatro. Não havia uma sala exclusiva de teatro, mas havia um grupo cênico que se apresentava no salão da Igreja Nossa Senhora de Fátima e apresentava diversas peças, tanto de cunho religioso quanto de humor e outras temáticas. Grande parte dos atores eram amadores que se dedicavam com muito afinco para realizar um grande espetáculo.

10. Corridas na Avenida Direitos Humanos

O bombeiro Caetano, conhecido no bairro, organizava anualmente uma corrida de pedestres na Avenida Direitos Humanos, com direito a medalhas e pódium.

O evento começou a ser realizado nos anos 1990, geralmente em um domingo do mês de maio.

Uma das edições mais marcantes foi em 1995, um ano após a morte do piloto Ayrton Senna, em que uma bandeira gigante com a figura do mascote Senninha foi aberta cobrindo boa parte da Avenida, enquanto crianças brincavam por debaixo do tecido ao som do Hino da Vitória.



Lembrou de mais coisas do bairro que deixaram saudades. Compartilhe conosco escrevendo nos comentários.

Leia mais:

Voltar