Menu


Artista do Imirim tem obras expostas no MASP

03 FEV 2017
03 de Fevereiro de 2017


Nosso bairro guarda muitas riquezas históricas e artísticas. Uma dessas riquezas, que engloba tanto o lado histórico quanto o artístico, é o artista plástico Agostinho Batista de Freitas que morou no Imirim, mais precisamente em uma viela da Rua Alberto Silva.

 

Um homem simples, segundo os moradores do bairro que o conheceram, retratou diversas faces da cidade de São Paulo, desde favelas até monumentos e edifícios suntuosos.

 

A importância da obra do artista foi reconhecida em uma exposição no MASP – Museu de Arte de São Paulo e está aberta a visitação pública. 


O diretor fundador do MASP, Pietro Maria Bardi, conheceu Agostinho nas ruas do centro de São Paulo, onde o artista mostrava sua obras. Na época Agostinho tinha 25 anos. 


Agostinho Batista de Freitas faleceu em 1997, aos 70 anos.

 

A exposição reúne 74 pinturas realizadas entre as décadas de 1950 e 1990, incluindo cinco telas recentemente doadas ao acervo do MASP. O Guia Imirim conferiu a exposição de perto. Veja algumas das obras expostas:


Algumas obras retratam o bairro, como esta representação do Cemitério Chora Menino.


A obra que mais chamou a nossa atenção é desta procissão em uma avenida, a qual imaginamos ser a Avenida Imirim. Percebemos ao lado direito a Paróquia Nossa Senhora de Fátima e à esquerda o Cine Continental que funcionou no bairro até a década de 1970.
Imagens da exposição e texto: equipe Guia Imirim

SERVIÇO:
Agostinho Batista de Freitas, São Paulo
Até 9 de abril de 2017
Avenida Paulista, 1578 - Metrô Trianon/MASP

Terça a domingo: 10h às 18h
Quinta: 10h às 20h

Ingressos:
R$30,00 inteira
R$15,00 meia (estudantes, professores e maiores de 65 anos)
Crianças até 10 anos não pagam.
Às terças-feiras a entrada é gratuita.

Mais notícias

Voltar