Menu


Vacinação contra a gripe é prorrogada na capital

07 JUN 2018
07 de Junho de 2018
A vacinação contra a gripe para grupos prioritários que começou no dia 23 de abril foi prorrogada até 15 de junho.

A vacina que protege contra os 3 subtipos de vírus (Influenza B, H1N1 e H3N2) está disponível em todas as unidades de saúde.

Para receber a imunização é necessário levar documento de identificação, e se possível, a carteira de vacinação e cartão do SUS. No caso de professores e profissionais da saúde é necessário levar holerite ou crachá de identificação.

Na rede pública, a vacina está disponível apenas para pessoas que se enquadrem em um dos seguintes grupos:


• Crianças de 6 meses a 5 anos

• Pessoas com mais de 60 anos

• Gestantes

• Mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias

• Profissionais da saúde

• Professores da rede pública e particular

• População indígena

• Portadores de doenças crônicas, como diabetes, asma e artrite reumatoide

• Indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia

• Portadores de trissomias, como as síndromes de Down e de Klinefelter

• Pessoas privadas de liberdade

• Adolescentes internados em instituições socioeducativas, como a Fundação Casa


Para quem não se enquadra em um dos perfis do grupo prioritário, poderá adquirir a dose em clínicas particulares. O valor gira em torno de 100 a 200 reais. Quem não tiver condições de pagar a vacina, sugerimos que entre em contato com a unidade de saúde mais próxima por volta do dia 14 de junho para saber a possibilidade de ser imunizado mesmo estando fora do grupo prioritário.

Leia também:

Voltar