Menu


Vamos ter racionamento de água novamente?

29 JUN 2018
29 de Junho de 2018

Os principais reservatórios de água do Brasil estão em situação crítica por conta da falta de chuva. E aqui em São Paulo a situação não é diferente.

Sistema Cantareira abastece quase 8 milhões de pessoas nas zonas norte e central e em partes da zona leste e oeste, além de outros municípios próximos.

O bairro do Imirim também é abastecido pelo Sistema Canteira, que hoje conta com apenas 44% de sua capacidade. Em 2013, quando teve início à crise hídrica, o nível do sistema estava em 56%.

Boletim da Sabesp do dia 29/06/2018.

Os principais reservatórios de água do Brasil estão em situação crítica por conta da falta de chuva. E aqui em São Paulo a situação não é diferente.

O Sistema Cantareira abastece quase 8 milhões de pessoas nas zonas norte e central e em partes da zona leste e oeste, além de outros municípios próximos.

O bairro do Imirim também é abastecido pelo Sistema Canteira, que hoje conta com apenas 44% de sua capacidade. Em 2013, quando teve início à crise hídrica, o nível do sistema estava em 56%.

Mas o que difere a situação de 2013 para a que enfrentamos hoje?

Segundo as autoridades, na época o sistema abastecia cerca de um milhão de pessoas a mais do que abastece agora.

Além disso, com as obras realizadas recentemente, é possível mandar água de um reservatório mais cheio para outro, mais vazio.

Nos últimos nove meses tivemos somente 70% do volume de chuva esperado. O mês de maio foi o mais seco dos últimos 18 anos.

O Governo de São Paulo afirma que por enquanto não há previsão de racionamento — a água armazenada deve durar até o final de 2019. Você pode acompanhar diariamente a situação dos mananciais no site da Sabesp.


Porém, especialistas concordam que já é hora de começarmos a nos preocupar e economizarmos ainda mais.

Se o próximo verão for tão seco quanto o que enfrentamos este ano, a situação pode ficar complicada.

A crise hídrica é causada por uma combinação de: falta de chuva, índice de consumo e infraestrutura. Cabe a nós fazermos a nossa parte.

Dicas para economizar água

Vale destacar algumas medidas que podem nos ajudar a economizar água:

·     verifique se não há nenhum vazamento na sua casa, em canos e torneiras;

·     deixe a louça de molho antes de lavá-la;

·     feche a torneira enquanto escova os dentes ou faz a barba;

·     use a água da máquina de lavar para lavar o quintal ou a calçada;

·     tome banhos mais curtos.

 

A natureza agradece e nossa qualidade de vida também!

Leia também:

Voltar